Hino de Alenquer

Letra e Música de Benedicto Wilfred Monteiro

Alenquer, Alenquer
Terra que ninguém conhece
Alenquer, Alenquer
Quem te vê jamais esquece

Os teus filhos tem no sangue
A seiva verde e amarela
quem te vê tão escondida, Alenquer
Não te julga ser tão bela

Tens alegria nas palmas lindas
Dos coqueirais e babaçús
Tens alegria no olhar moreno
Das mulheres surubiús

Os teus mistérios é da Amazonia
De verdes matas e céu de anil
és a cidade mais brasileira
e hospitaleira do meu Brasil.